Brasil é líder em assassinato de homossexuais, diz ONG

Aproveitando a discussão que ocorreu em sala de aula…

____

Cerca de 200 homossexuais foram assassinados durante o ano de 2009 em todo o País, de acordo com relatório anual divulgado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB) na semana passada. “O Brasil é o campeão mundial de crimes contra GLBT (gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais): um assassinato a cada dois dias, aproximadamente 200 crimes por ano, seguido do México com 35 homicídios e dos Estados Unidos, com 25”, diz o fundador do GGB, Luiz Mott. Nos dois primeiros meses 2010, já foram documentados 34 homicídios contra homossexuais.

De acordo com ele, os dados do levantamento são obtidos por meio de pesquisas em jornais e na mídia ao longo do ano, já que não existem estatísticas oficiais. “Estes números são apenas a ponta de um iceberg de sangue e ódio, pois não havendo estatísticas governamentais sobre crimes de ódio, nos baseamos em notícias de jornal e internet, uma amostra assumidamente subnotificada”, explica Mott.

Segundo o levantamento, foram assassinados no Brasil no ano passado 198 homossexuais, nove a mais que em 2008 (189 mortes) e um aumento de 61% em relação a 2007 (122). Dentre os mortos, há 117 gays (59%), 72 travestis (37%) e nove lésbicas (4%).

Bahia e Paraná são os Estados mais homofóbicos, de acordo com o levantamento: 25 homicídios cada um, sendo que na Bahia os gays foram mais numerosos (21), enquanto no Paraná predominaram os travestis (15 mortes). Curitiba foi a metrópole brasileira onde mais homossexuais foram assassinados, 14 vítimas, seguida de Salvador, com 11 homicídios.

Pernambuco, que nos últimos anos liderava esta lista de assassinatos, registrou 14 mortes, 4º lugar, o mesmo número de São Paulo e Minas Gerais, embora São Paulo tenha população cinco vezes maior. Alagoas é proporcionalmente o Estado mais violento para a comunidade GLBT: 11 mortes para 3 milhões de habitantes – mais crimes do que o Rio de Janeiro (8 homicídios), cinco vezes mais populoso que o Estado nordestino. Faltam informações sobre Acre e Amapá.

Fonte: http://noticias.br.msn.com/artigo.aspx?cp-documentid=23604279

____

Blog da Psicologa Mariana de Oliveira Farias, discutindo o tema da adoçao homoparental (por casais homossexuais).

Sua tese de mestrado deu origem ao livro “Adoção por Homossexuais – a família homoparental sob o olhar da psicologia jurídica”, que discute a temática a partir de uma pesquisa realizada com psicólogos jurídicos (responsáveis pelos pareceres dados em casos de processos de adoção homoparental).
Veja um trecho do resumo de sua dissertação

ESTA PESQUISA DESCRITIVA INVESTIGOU A CONCEPÇÃO DE PSICÓLOGOS JUDICIÁRIOS DIANTE DE SITUAÇÕES DE ADOÇÃO EM QUE O ADOTANTE ASSUMA UMA ORIENTAÇÃO SEXUAL HOMOSSEXUAL. PARTICIPARAM ONZE PSICÓLOGOS JUDICIÁRIOS ATUANTES EM FÓRUNS DE DUAS CIDADES DO INTERIOR PAULISTA, RESPONDENDO A UM ROTEIRO DE ENTREVISTA. OS RELATOS DOS PSICÓLOGOS FORAM GRAVADOS, TRANSCRITOS NA ÍNTEGRA PARA A ANÁLISE DO CONTEÚDO E FORAM DISTRIBUÍDOS NOS SEGUINTES AGRUPAMENTOS TEMÁTICOS: PROCEDIMENTOS E CRITÉRIOS UTILIZADOS PARA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA EM CASOS GERAIS E DE REQUERENTES HOMOSSEXUAIS; CONCEPÇÕES SOBRE A HOMOSSEXUALIDADE, SUA DETERMINAÇÃO E SOBRE AS PESSOAS HOMOSSEXUAIS; OPINIÃO SOBRE A ADOÇÃO POR HOMOSSEXUAIS E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS CRIADAS POR PAIS/MÃES HOMOSSEXUAIS; DEPOIMENTOS DE PSICÓLOGOS QUE JÁ ACOMPANHARAM PROCESSOS DE ADOÇÃO POR HOMOSSEXUAIS; ALÉM DE ASPECTOS DA FORMAÇÃO ACADÊMICA E CONTINUADA QUE INFLUENCIAM NA AVALIAÇÃO DOS CASOS DE ADOÇÃO. CONCLUI-SE QUE, EM GERAL, OS PSICÓLOGOS MOSTRARAM CERTA IMPRECISÃO NA SUA ATUAÇÃO PROFISSIONAL, QUANDO SE TRATA DE PROCESSOS DE ADOÇÃO POR HOMOSSEXUAIS, REVELANDO CONTRADIÇÕES, ESTEREÓTIPOS E VIESES PESSOAIS DIANTE DESTA TEMÁTICA QUE PRECISA SER INTENSAMENTE DEBATIDA ENTRE OS PROFISSIONAIS PSICÓLOGOS. OUTRAS PESQUISAS NA ÁREA DA PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO PRECISAM SER REALIZADAS E DIVULGADAS DE MODO A COLABORAR COM UM REFERENCIAL TEÓRICO QUE SUSTENTE MELHOR AS DECISÕES DE PSICÓLOGOS SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE FILHOS POR PARES HOMOSSEXUAIS.

Para ler mais, veja a obra na íntegra: http://www2.fc.unesp.br/BibliotecaVirtual/DetalhaDocumentoAction.do?idDocumento=116#

_____

Trailer do filme brasileiro “Do começo ao fim”, com Julia Lemmertz, e Fábio Assunção. O longa retrata a história de dois irmãos homossexuais vivendo um romance.


Anúncios

3 pensamentos sobre “Brasil é líder em assassinato de homossexuais, diz ONG

  1. Eu vi a notícia sobre o assassinato de homossexuais no Brasil e realmente é algo que choca. Certas atitudes são inexplicáveis e incompreensíveis.Quanto ao filme, também vi o trailler outro dia na tv. Um tema muito polêmico e delicado como disse a Jaqueline, provavelmente vai render muitos comentários na mídia. Espero que rompa certas barreiras que o preconceito impõe.Beijos.=]

    Curtir

  2. De fato, isso é bem polêmico mas finalmente fizeram algum filme para quebrar tabus ao invés de mostrar sobre o tráfico, violência, favelas, o que fazem com que as pessoas de fora pensem que nosso país é apenas essa loucura, tendo uma imagem totalmente errada . Porém não é para tanto, pois é praticamente apenas esses assuntos retratados em filmes que chegam a ser visto estrangeiramente.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s