Para o tema do muro

MUITO ALÉM DO MURO: ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA SIMBÓLICA, COMUNICAÇÃO E CIDADANIA

Por Andréa Moreira Gonçalves y Augusto Aragão
Número 60

RESUMO
A partir de um programa jornalístico realizado por estudantes da Universidade Católica de Pernambuco com lideranças comunitárias, identificamos o quadro de violência simbólica em que se encontram os moradores da Ilha de Santa Terezinha, em Santo Amaro, Recife, Pernambuco, Brasil. Esta violência é materializada, entre outras formas, por um muro que separa a comunidade de um centro comercial vizinho, objeto de uma das reportagens do programa em questão. Neste trabalho, analisamos o fenômeno em questão, a partir dos conceitos formulados pelo sociólogo francês Pierre Bourdieu, e identificamos alguns dos meios que a comunidade utiliza para superá-lo, com base nas teorias desenvolvidas por Luiz Beltrão, um pioneiro entre os pensadores latino-americanos que entendem a identidade e as mediações culturais como elementos determinantes no processo de comunicação social.

http://www.razonypalabra.org.mx/anteriores/n60/moreira_aragao.htm

SEGREGAÇÃO TERRITORIAL: DA QUEDA DO MURO DE BERLIM AOS
ESTADOS GLOBALIZADOS

Camila Bernardelli1
Instituto de Geografia (UFU)
Av. João Naves de Ávila, 2121 – Bloco: 1H Sala: 09
camila_bernardelli@hotmail.com
Profª. Drª.Vânia Rúbia Farias Vlach2
vaniarubia@netsite.com.br

Resumo: A organização do território mundial está em constante transformação, respeitando as mudanças político-ideológicas que perpassam a história da humanidade.
Dois períodos desta história merecem destaque e serão analisados neste trabalho: o
período em que prevalecia a divisão entre os países capitalistas e os socialistas e o período de intensificação da globalização e a formação da teia global. Será dada ênfase à forma como estes períodos influenciaram a organização territorial, criando barreiras físicas para “proteger” seus interesses.
Palavras – chave: Território, segregação, muros.

http://www.ic-ufu.org/anaisufu2008/PDF/IC2008-0108.PDF

POR GENTILEZA, QUE MURO É ESSE?
Célia Maria Antonacci Ramos
Professora do PPGAV-CEART, UDESC
Aracéli Cecília Nichelle
Mestranda regularmente matriculada no PPGAV-CEART, UDESC
Pedro Teixeira
Mestrando regularmente matriculado no PPGAV-CEART, UDESC

RESUMO:
No dia 2 de abril deste ano, fomos surpreendidos com a notícia de que o governador
do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, estava murando onze comunidades dos morros
cariocas. Enquanto muitos campos do saber percebem a importância de
transversalizar culturas e integrar pessoas, essa medida nos coloca em estado de
alerta! O grupo de pesquisa “Poéticas do Urbano” propõe neste texto uma discussão
sobre os planejamentos urbanos das cidades ocidentais, as leis e os muros de
contenção da integração dos povos, e salienta a importância de artistas e ativista que
desde os anos 1960 percebem a arte como uma forma simbólica de derrubar muros e
transversalizar a arte e a cultura.
PALAVRAS-CHAVE: Arte; cidade; muro; segregação; ativismo.

http://www.anpap.org.br/2009/pdf/chtca/celia_maria_antonacci_ramos_2.pdf

Anúncios

Um pensamento sobre “Para o tema do muro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s