Leitura para a próxima aula 4.10. Profa. Ana Maria Dietrich

https://docs.google.com/file/d/0BzVyWDJ5mZBRbG91N05yc25yd0E/edit

Anúncios

3 pensamentos sobre “Leitura para a próxima aula 4.10. Profa. Ana Maria Dietrich

  1. Segundo Eric Hobsbawm, qualquer império ou potência sobre um apogeu e um descenso, com os EUA não será diferente, pois não será a potência dominante para sempre e nem perderá sua influência tão cedo também.
    Na atualidade, vemos processos que levam a uma visão de mundo global, com valores ocidentais exportados ideologicamente e militarmente inclusive para outros locais do mundo, como o paradigma da democracia ocidental, por exemplo.
    O processo de globalização não é novo, é sim, ininterrupto, o que causa impactos ambientais e causará mais preocupações no futuro.
    Nesse processo ideológico pós-1989, o Comunismo, para o autor, não é mais uma alternativa de modelo socioeconômico no Ocidente e não é mais perigoso ideologicamente para os EUA, sendo que o Anticomunismo é mais forte em discussões intelectuais em especial, em países do antigo bloco do Socialismo Real.
    Sob o ponto de vista político-organizacional, os movimentos trabalhistas e sindicalistas operários possuíam ascensão nos séculos 18, 19 e 20, pois a atividade industrial se mostrava em franca expansão e desenvolvimento, fazendo com que os operários possuíssem mais poder de barganha; na atualidade, com o decréscimo do número de operários devido à transformação tecnológica na indústria e ao Neoliberalismo, esses movimentos tendem a se retrair.
    Com as contradições políticas do século XX, nasce o combate global ao terrorismo e à Al-Qaeda, que não oferecem ameaça real ao mundo.
    Regionalmente a América Latina tem se desenvolvido com sua diversidade econômica e de produção, porém continua às margens da história ocidental. Para o autor, os símbolos de Cuba e seu líder Fidel Castro vão ficar para a história como instituições na luta antiimperialista.
    A Rússia possui grandes reservas minerais e é um país que voltará a ter relevância política naturalmente. Já a China, entrou no desenvolvimento capitalista acelerado em uma tendência de crescimento que não é anormal, porém essa intensidade pode acarretar grandes diferenças sociais internas e distúrbios políticos no futuro.
    Para finalizar, o autor vê o estudo da História no futuro com uma tendência menos eurocêntrica e mais global.

    Curtir

  2. Música Gilberto Gil: Parabolicamará
    Integrantes: Eric Shinji, Mariana Pereira, Marcelo Menezes, Monique Oliveira, Caio Duran, Felipe Borges.

    * Fiz a correção no vídeo errado, por isso, mandei novamente a composição do grupo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s